?

Log in

roubado à lebre

« previous entry | next entry »
Jan. 6th, 2009 | 02:41 pm

Digo-te por isso
que não me obrigues a luz.
Que escrever não é fácil,
que viver não é fácil
quando começamos a frase a meio.
Que lavo a cara ao chegar tão tarde
e mesmo assim o dia não se despega,
e mesmo assim
tu não estás, ninguém está.
Que não tenho espaço na minha secretária,
na minha vida, na minha cama
para tanto espaço.
Que já me disseram urbana,
e nem por isso me disseram decadente,
e que eu gostei.
Que já me disseram
muitas vezes
disfarçadamente triste,
e que por isso, por ser triste, por
sermos todos tristes, não mo deviam dizer.
Digo-te por isso
que não era minha intenção dizer-te mais uns versos
tristes e sem luz, e por isso, só por isso,
não era minha intenção dizer-te nada.


Filipa Leal
Tags:

Link | Leave a comment | Share

Comments {3}

vaso vazio

(no subject)

from: apontamento
date: Jan. 6th, 2009 08:29 pm (UTC)
Link

Que não tenho espaço na minha secretária,
na minha vida, na minha cama
para tanto espaço.

Reply | Thread

Sara

(no subject)

from: simulator
date: Jan. 6th, 2009 11:11 pm (UTC)
Link

a Filipa é que sabe.

Reply | Thread

Filipa Castro

(no subject)

from: lifestills
date: Jan. 11th, 2009 04:07 pm (UTC)
Link

ssssim, também tenho isso guardado.

Reply | Thread